Uma Homenagem a estes homens maravilhosos e suas mãos encantadoras

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mão de escritor, escultor, músico...

By Jorge Pinheiro -Expresso da Linha
Jorge said: "A mão é minha. A foto do meu falecido amigo Roberto Barbosa. Foi feita para o meu primeiro livro. "


Amigo Jorge, eu e Deusa agradecemos a talentosa mãozinha...demorou...mas chegou..
Super obrigada...

9 comentários:

  1. Estas são as mãozinhas que nos despertam milhões de sentimentos, bem ajam quem as tem.
    E quem as tem lá em casa há que as guardar muito bem, são preciosas..., hahahahahahahah


    :)) Beijosssssssssss com imensas mãozinhas destas.................

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Maria. A mão é minha. A foto do meu falecido amigo Roberto Barbosa. Foi feita para o meu primeiro livro.

    ResponderExcluir
  3. Jorge
    Nossas mãos são expressões de nós mesmos.
    Gosto de observar as mãos das pessoas até mesmo das crianças.
    Através delas podemos revelar , de maneiras diversas , o que se passa na nossa Alma, Seja através da pintura , escultura, música e outras manifestações.
    Pelo pouco que percebi,suas mãos são expressivas.Até mesmo o gesto junto ao rosto ela demostra certa hermonia
    Parabens !!

    ResponderExcluir
  4. Mais uma vez o Roberto acertou na mosca, isto é, na MÃO! Grande foto. O Jorge deveria ( olha eu dando palpite, de novo!!!) coloca-la no perfil do blog!

    ResponderExcluir
  5. Realmente, Eduardo, uma foto fantástica...
    Veja o olhar.
    O Roberto captou a alma do Jorge, não parece?
    Obrigada aos dois amigos,
    Beijos sinceros,
    Rê.

    ResponderExcluir
  6. Bom, sinto-me lisongeado. O mérito foi sem dùvida do Roberto.

    ResponderExcluir
  7. AS MÃOS SÃO TUDO DE BOM QUE TEMOS. ELAS CRIAM COISAS SENSIVEIS E MARAVILHOSAS.
    QUE SERIA DAS ARTES, SE NÃO HOUVEM AS MÃOS. CLAROS QUE É POSSIVEL CRIAR COM A BOCA, COM OS PÉS. POIS JÁ TIVEMOS MUITOS EXEMPLOS DISSO. MAS AS MÃOS SÃO AS PRECIOSIDADES, QUE DEUS NOS DEU.
    COM MUITO CARINHO
    SANDRA

    ResponderExcluir
  8. À volta desta fogueira
    Aquecem os corações, almas penadas
    À volta desta fogueira ninguém foge
    Todos contam lendas de pessoas encantadas

    Todos rezam, todos pedem
    Que desça o céu à terra
    Todos falam de um anjo
    Que travou uma santa guerra

    Manto de água, mundo verde
    Manhãs de sol posto no céu
    Às vezes a luz perde-se na noite
    À vezes um coração veste um negro véu


    Mágico beijo

    ResponderExcluir
  9. Profeta,

    Como sempre seu carinho e seu lindo poema..
    Obrigada pela mão de poeta/profeta.
    Beijos,
    Regina.

    ResponderExcluir

Obrigada pela mãozinha..kkkk..volte sempre..Beijos